Notícias

Campeões do skate participam da inauguração da primeira pista de skate do Monte Cristo

Inauguração da pista de skate do CEDEP

Yndiara Asp e Pedro Barros passaram a tarde do último sábado com as crianças do CEDEP. Os grandes nomes do skate participaram da inauguração da pista da entidade, andaram com as crianças e jovens e conversaram sobre a prática como inserção social e o futuro d

O sol de mais de 30 graus levou muita gente para a praia neste sábado, em busca da onda perfeita. Mas, duas grandes estrelas do skate, aproveitaram o sábado para uma ação diferente na comunidade do Monte Cristo, na parte continental de Florianópolis, fazendo o que mais amam: surfando em cima de um skate. Yndiara Asp e Pedro Barros, catarinenses que dominam o mundo do skate, estiveram presente na inauguração da pista de skate do CEDEP, na comunidade do Monte Cristo. O espaço será utilizado para práticas educativas para as crianças da comunidade. Um sonho que nasceu há mais de cinco anos e que agora já é uma realidade. “Desde 2013 temos o projeto Fênix, no qual trabalhamos com esportes radicais como educação e uma opção para socialização, bem como cria-se um novo destino para a prática de atividades esportivas e, essas atividades como parte de um projeto pedagógico mais amplo têm sido utilizadas para fortalecer as iniciativas de agências de socialização positiva presentes na comunidade e contrapor-se a socialização exercida pela criminalidade, por possibilitar aos participantes o rompimento com o cotidiano violento e por favorecer o resgate e o fortalecimento dos valores humanos fundamentais da vida em sociedade”, pontua Padre Vilson Groh, presidente do Instituto Pe. Vilson Groh – IVG.

 

Eles aceitaram o convite do IVG para a inauguração da pista, e claro, levaram a criançada ao delírio. “Foi com certeza uma tarde diferente e muito gratificante. Eu não tinha noção da grandiosidade dos projetos desenvolvidos pelo IVG e chegando aqui pude realmente ver como eles fazem a diferença na vida dessa comunidade. É uma honra ser referência para essas crianças, o exemplo maior que eu posso dar é mostrar o meu amor pelo skate, compartilhar com elas um pouco daquilo que eu já aprendi, para que essas novas crianças possam se inspirar, ver que sim o skate pode ser uma fonte de transformação, pode abrir portas para um novo mundo, pode nos fazer ganhar o mundo, assim como foi comigo, trazer muitas amizades, o suporte para que precisamos pra vida”, comentou a jovem campeã mundial, Yndi Aspen, que aos 21 anos já traz na bagagem várias conquistas no mundo do skate.

 

Junto com ela, outro catarinense, também foi impactado positivamente com o projeto do CEDEP. Pedro Barros, 23 anos, comentou que é um orgulho para ele ver de perto ações que transformam realidades por meio do skate. “Essa é uma das maiores conquistas que se pode ter, onde você possa ter encontro de qualidade, isso é o mais importante do skate. Ver o skate tomando essa proporção, dentro de um projeto social, como agente de transformação, me orgulha, ainda mais vendo a felicidade dessas crianças e jovens, a dedicação e a paixão pelo skate. É um orgulho pra mim e é o que eu busco todos os dias”, comentou.

 

Pedro e Yndi ficaram surpresos com a qualidade da pista do CEDEP. “A pista ficou demais, eu e a Yndi ficamos muito surpresos. Não tínhamos ideia do potencial deste espaço. Por mais que seja um espaço pequeno, para iniciação, mas ela possibilita a prática em alta performance, então para a molecada está perfeito, a altura, a forma que foi construída, tudo com muita qualidade”, destacou Pedro Barros.

 

O educador Plinio Martines Junior é o coordenador do Projeto Fênix e juntamente com outros educadores está no dia a dia com as crianças e jovens no desenvolvimento das competências e focado na transformação das realidades. “Temos histórico de vários skatistas que foram salvos pelo skate, e mais, aqui uma mola propulsora para o desenvolvimento da cidadania. Estamos muito felizes por mais essa realização, pela concretização desse sonho, ainda mais com a presença dessas grandes feras do skate. Agora vamos buscar envolver ainda mais a comunidade, fortalecer a rede, a Associação de Skate do Monte Cristo que está sendo formada e buscar parcerias para aquisição dos equipamentos de segurança e darmos sequência no trabalho”, explicou Plínio.

 

“Trabalhamos muito com os exemplos, mostrando que a transformação das realidades e as buscas dos sonhos. Ter esses dois grandes exemplos no nosso espaço, compartilhando suas conquistas e trocando ideias com nossas crianças e jovens, com certeza foi muito enriquecedor. Somos gratos por parcerias dessa magnitude, que fortalecem o nosso propósito”, completa Padre Vilson Groh.

_MG_0059

O CEDEP atende cerca de 600 crianças e jovens com atividades educacionais de contraturno escolar e esportes, no períodos matutino e vespertino. No período noturno esta aberto à comunidade com o Programa de Educação para Adultos: EJA – ensino fundamental (em parceria com a secretaria de educação do município); CEJA – ensino médio (com a secretaria de educação do estado); SEBRAE – com cursos e aperfeiçoamento profissional. “O skate, o esporte em si muda vida, quanto mais oportunidades dermos para essas crianças, mais elas vão poder se encontrar e se achar no mundo”, comemora Yndi.
Outro nome já carimbado do skate e bastante ativo em projetos sociais é o skatista profissional Brasília, que também foi conferir de perto as novidades da nova pista. “Como eu costumo dizer, nada adianta termos esse equipamento se não fomentarmos essa cultura, e isso aqui é motivo de alegria, aqui temos tudo que um skatista precisa para se desenvolver. O CEDEP realiza um trabalho maravilhoso e agora irá agregar ainda mais na comunidade. Vai se transformar em mais uma rota para o circuito de skate, unindo por meio dessa filosofia de vida, pessoas com um mesmo propósito: ter no skate uma ferramenta de transformação”, destaca Brasília, que mantém também um centro de treinamento em São José.

 

Rumo a 2020

No papo com a garotada na inauguração da primeira pista de skate da comunidade, um dos assuntos foi a participação da modalidade nas olimpíadas de 2020. Com um sorriso estampado no rosto, Yndi foi categoria: “É uma grande motivação. Espero poder representar meu país fazendo o que eu mais amo, esse ao de 2018 foi muito importante para o skate brasileiro, mais respeito, mais apoios, tivemos o circuito brasileiro profissional, que até então não tínhamos, todos os holofotes virados para o nosso esporte. Eu estou focada nisso, 2019 é um ano pré-olímpico e eu vou fazer de tudo para poder, com muita honra, representar nosso país fazendo o que eu mais amo”.

 

Pedro Barros denomina como uma nova experiência de vida. “Um desafio novo, sabemos que por ser a primeira vez do esporte nas olimpíadas, teremos uma grande responsabilidade, mas é esse o meu propósito e 2019 estarei totalmente focado na busca da vaga olímpica”.

_MG_0031

Publicada por em 08/12/2018

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *