Rede IVG

5.498 jovens, crianças e adultos atendidos em 2015
5.116 jovens, crianças e adultos atendidos em 2014
357 colaboradores
332 colaboradores
426 voluntários
112 voluntários

O IVG trabalha em rede com as seguintes organizações: Associação João Paulo II; Centro Cultural Escrava Anastácia (CCEA), o CEDEP (Centro de Educação e Evangelização Popular), a ACAM (Associação de Amigos da Casa de Criança e do Adolescente do Morro do Mocotó) e o Centro Social Elisabeth Sarkamp, além das unidades do Centro Educacional Marista São José e Lucia Mayvorne.

Estas organizações já trabalhavam articuladas antes da criação do IVG. A formalização do Instituto amplificou este trabalho, criando sinergia entre as ações, reduzindo custos operacionais e fortalecendo a sustentabilidade de todas as instituições, mantendo suas autonomias e garantindo o respeito às particularidades do trabalho desenvolvido individualmente pelas mesmas. O IVG existe para potencializar a atuação e o aprendizado coletivo de organizações que deixam de atuar isoladamente e reúnem esforços para definir prioridades e estratégias compartilhadas.

São elas que trabalham e desenvolvem atividades diárias com os 5.116 jovens, crianças e adultos no ano de 2014, por meio da atuação de 396 colaboradores, 147 voluntários e a mobilização de 16.612.974,18 no ano de 2014. A governança e atuação em rede destas organizações preza pelo trabalho envolvendo a circularidade e empoderamento de sujeitos coletivos, que possuem saberes que são partilhados no processo de conscientização e aprendizado.

Quando tudo começou

Quando tudo começou