Trata-se da atividade de incidência política e participação em fóruns e conselhos de direito, que possibilitam a formação político-cidadã, a capacitação de conselheiros e a conquista de cadeiras efetivas em espaços de controle social como:

 

  • Comissão de Apoio ao Conselho Tutelar de Palhoça
  • Conselho Estadual da Assistência Social – CEAS
  • Conselho Estadual de Juventude – CONJUVE
  • Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente – CEDCA
  • Conselho Municipal da Assistência Social de Palhoça – CMAS
  • Conselho Municipal da Assistência Social de Florianópolis – CMAS
  • Conselho Municipal de Juventude de São José
  • Conselho Municipal dos Direitos da Criança e Adolescente de Florianópolis – CMDCA
  • Conselho Municipal dos Direitos das Crianças e Adolescentes de Palhoça – CMDCA
  • Conselho Municipal dos Direitos das Crianças e Adolescentes de São José – CMDCA
  • Conselho Nacional de Assistência Social – Regional
  • Conselho Pastoral Comunitário de São José
  • Conselho Pastoral Paroquial de São José
  • Fórum Arquidiocesano das Pastorais, Ações e Entidades Sociais de São José
  • Fórum da Sociedade Civil de São José
  • Fórum das Instituições de Acolhimento de Florianópolis – FINAF
  • Fórum de Políticas Públicas de Florianópolis
  • Fórum Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente/SC
  • Fórum Nacional dos Conselhos Estaduais de Assistência Social
  • Movimento Objetivos de Desenvolvimento Sustentável – ODS
  • Setor Juventude de São José
  • União Palhocense das Entidades Comunitárias – UNIPEC
  • Rede de Entidades do Monte Cristo
  • Rede Socioassistencial do Continente

Para que toda a articulação da REDE IVG seja possível, o IVG se organiza por meio de grupos de
trabalho (GTs). Neste caso, é o GT de Incidência que é um espaço de discussão política entre as
organizações da REDE e um espaço de debates sobre as temáticas presentes no cotidiano desses
conselhos e fóruns. O GT de Incidência busca promover o acesso a conhecimento, recursos e
metodologias direcionadas ao aumento da participação social e ao fortalecimento do protagonismo
dos colaboradores/representantes na reivindicação dos direitos de cidadania, além de subsidiar a
intervenção nas instâncias e espaços de participação democrática.