Ato intensifica a luta por local para instalação de centro de atendimento integral às pessoas em situação de rua

abraco_coletivo

 

Abraço coletivo será realizado no próximo sábado, 25/01, em torno do antigo prédio do Ministério Público, localizado à Rua Bulcão Vianna, Centro, Florianópolis/SC.

Intensificando a luta por um espaço para a instalação de centro que visa dar dignidade e desenvolver a autonomia das pessoas em situação de rua, um ato simbólico será realizado em torno do prédio que abrigava o Ministério Público Federal, na Rua Bulcão Vianna, centro de Florianópolis.

O projeto do Centro de Acolhimento, Cultura e Valorização Social, que foi lançado no dia 21/12 em café da manhã realizado em frente à catedral e também apresentado a senadores e deputados catarinenses e protocolado junto ao governo do Estado, pretende promover a segurança alimentar das pessoas em situação de rua, fazer  capacitação para o trabalho, realizar acompanhamento psicossocial e diversas outras atividades.

Segundo os grupos envolvidos, o prédio objeto do ato atende às necessidades do projeto, que concentrará, em um único local, as ações dos diversos grupos que atuam junto às pessoas em situação de rua. “Já temos parceiros da iniciativa privada que se dispuseram a reformar o imóvel para o desenvolvimento do projeto. Com a cessão do espaço público o benefício será duplo: as pessoas em situação de rua terão o acompanhamento adequado para que consigam a sua inserção social e o prédio público, que está abandonado e em ruínas, recuperará a sua função social”, afirma o Padre Vilson Groh, presidente do Instituto Vilson Groh, uma das organizações responsáveis pelo projeto. “Todavia, estamos abertos a outras ofertas. Sabemos da existência de diversos prédios públicos desocupados que poderiam atender a essa demanda social urgente”, complementa.

O evento ocorrerá, no próximo sábado, dia 25/01, às 09h, organizado pelo Movimento Nacional da População de Rua, Instituto Vilson Groh, Instituto Arco Íris de Direitos Humanos e outros grupos e organizações que atuam junto às pessoas em situação de rua.


Compartilhe esta publicação


Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *