Crianças do Pode Crer criam tartaruga capaz de identificar lixo no fundo mar

Lixo no fundo do mar – Anualmente, milhões de toneladas de plásticos entram no mar. E, a menos que haja uma mudança radical na produção, uso e descarte desse material, até 2050, teremos mais plásticos que peixes nos oceanos. É o que alerta o WWF, rede mundial de ONGs que buscam proteger e restaurar a biodiversidade.

Trazendo a seriedade deste assunto para o cotidiano de crianças e adolescentes da Comunidade da Praia, em Palhoça, o Projeto Pode Crer, realizado pelo Instituto Pe. Vilson Groh e a Associação João Paulo II, promoveu um mês de atividades para conscientizar e prototipar soluções com a finalidade de preservar a vida marinha.

Voltadas especificamente para a Trilha 1 do Pode Crer, as atividades aconteceram em setembro e resultaram em ideias apresentadas em uma mostra pedagógica, que contou com a presença de educadores, famílias e amigos. 

O grande destaque foi uma tartaruga robótica, programada para identificar o lixo no fundo do mar e expressar uma reação. Se ela identificasse um objeto da cor vermelha, classificaria como lixo. Se o objeto fosse verde, ela poderia classificar como um alga ou qualquer outro elemento natural do oceano.

Tartaruga robô que identifica lixo no fundo do mar será apresentada competição de robótica em Itajaí

A ideia foi tão inovadora que o Pode Crer se classificou para competir no Torneio Sesi de Robótica, que acontecerá nos dias 2 e 3 de dezembro, na Escola S (Sesi) em Itajaí, litoral sul catarinense. Com duas equipes, Crabtech e Turtletech, o projeto irá apresentar suas soluções inovadoras usando a robótica para outras crianças e jovens do estado.

Crianças fazem parte da Trilha 1 do Projeto Pode Crer

O Projeto Caixa Tem – Programa Pode Crer acontece a partir de três trilhas formativas. A primeira delas, Trilha 1, é voltada para 100 crianças e adolescentes de 11 a 15 anos, com oficinas de Inglês, Sustentabilidade, Robótica e Comunicação. Em dois anos de projeto, essas crianças já desenvolveram jogos, animações e objetos na impressora 3D, sempre pensando a tecnologia à disposição da ecologia.

O Pode Crer é uma iniciativa do Instituto Pe. Vilson Groh, que conta com patrocínio da Caixa e do Governo Federal, além do apoio de empresas como a ACATE, a FIESC, o SEBRAE, a WOA e o Movimento Floripa Sustentável.

Informações

Tainara Lemos [coordenação de programas no IVG]: 48 9 9133-5314
Marta Koch [coordenadora da AJP II]: 48 9 9988-9350
Lucano Brito [analista de comunicação no IVG]: 48 9 9109-3918


Compartilhe esta publicação


Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *