Destine parte do seu imposto de renda para projetos da Rede IVG

Quem tem coração solidário sempre encontra uma forma de fazer o bem. Uma delas é transformar parte do IRPF (imposto de renda de pessoa física), declarado anualmente, para ajudar projetos sociais, como os da Rede IVG.

É muito simples o contribuinte não tem custo algum com isso e essa destinação não se refere à restituição do IR.

Ele simplesmente determina, na hora da declaração do IR, que até 3% daquilo que é devido à Receita Federal seja destinado a fundos, como o FIA (Fundo da Infância e da Adolescência). Ou seja, esse valor, em vez de ir para Brasília, fica na cidade onde ele reside.

Pode parecer pouco, mas esse gesto de solidariedade pode fazer a diferença na continuidade dos projetos e programas da Rede IVG, que atualmente atende mais de quatro mil crianças, adolescentes e jovens de comunidades periferias da Grande Florianópolis.

Se você tem interesse em fazer esse tipo de doação, converse com o seu contador ou siga o tutorial abaixo:

É importante que, após o pagamento da DARF gerado após concluir a sua declaração, você envie o comprovante de pagamento para o nosso e-mail ivg@redeivg.org.br, com o assunto “Imposto de Renda 2022”.

Não deixe de doar achando que é difícil. Havendo dúvidas, entre em contato conosco pelo telefone (48) 3039-1828 ou pelo Whatsapp (48) 9 9117-6104.

Conheça os projetos da Rede IVG que podem receber doações vindas da declaração do imposto de renda

Projeto Jovens na mídia da ACAM

Tem o intuito de utilizar ferramentas e técnicas do jornalismo na produção de um jornal, que possibilita a ampliação da comunicação entre a ACAM, famílias e a comunidade do Morro do Mocotó no geral. Além de informar e democratizar a participação de um espaço, também possibilita o protagonismo de crianças e adolescentes e o fortalecimento coletivo da comunidade.

Público de interesse: 180 crianças e adolescentes entre 6 e 17 anos.

Projeto Grupo de Percussão da ACAM

O objetivo é criar um grupo de percussão da ACAM, possibilitando a formação de um repertório para que as crianças e os adolescentes do Morro do Mocotó e adjacências, matriculadas na ACAM, possam se apresentar em eventos culturais. O projeto prevê a contratação de um professor de percussão e de uma professora coreografa que dará mais beleza às apresentações.

Público de interesse: 180 crianças e adolescentes entre 6 e 17 anos.

Projeto Rito de Passagem do Centro Cultural Escrava Anastácia

O Rito de Passagem busca promover o protagonismo de adolescentes e jovens das comunidades socialmente vulneráveis da cidade de Florianópolis. Neste programa, iniciam a formação para o mundo do trabalho, participando de até 560h de oficinas em contraturno para desenvolver suas potencialidades, adquirir conhecimentos em diversas áreas e realizar vivências que contribuam para sua inserção laboral, a continuidade dos estudos e a ampliação das visões de mundo. O Rito de Passagem é uma preparação para o Programa Jovem Aprendiz.

Público de interesse: Adolescentes e jovens de comunidades empobrecidas.

Projeto Potencializando Aprendizagens II do Centro Cultural Escrava Anastácia

Este projeto contribuirá com o processo de ensino aprendizagem das crianças e adolescentes, na busca de sua autonomia e empoderamento, construindo um plano pedagógico individual para os menores acolhidos da Casa de Acolhimento Darcy Vitória de Brito, através da mediação pedagógica orientada por um profissional da área.

Público de interesse: Crianças e adolescentes da Casa de Acolhimento Darcy Vitória de Brito.

Projeto Se liga na escola! do Marista Escola Social Lucia Mayvorne

Este projeto evidencia a necessidade de uma atuação assertiva, inovadora e com mais qualidade no confronto aos efeitos da Pandemia da COVID-19 que trouxeram ao espaço escolar, problemas relacionados aos altos índices de evasão.

O público beneficiado (estudantes) vivencia, no seu cotidiano, a perda do vínculo escolar, a falta de equipamentos digitais para atividades escolares, além de prejuízos à sua saúde mental.

Garantir a inclusão digital desse público é um estratégia que potencializa o trabalho do Marista Escola Social Lúcia Mayvorne no acompanhamento às famílias atendidas. Este projeto possibilitará a criação de espaços makers, oficinas semanais no contraturno escolar com foco no universo da tecnologia, encontros mensais de formação para docentes e famílias, além de ações contínuas diretamente conectadas aos projetos de vida dos beneficiados.

Público de interesse: Crianças e adolescentes, de 06 a 17 anos de idade, do Monte Serrat e Alto da Caieira.

Projeto Espaço Literário do Marista Escola Social São José

O objetivo deste projeto é ampliar o acervo da Biblioteca Interativa do Marista Escola Social São José (MESSJ), para o desenvolvimento de ações educativas direcionadas aos educandos, educadores e comunidades, como Jardim Zanetatto, José Nitro, Bom Viver, D. Wanda, Morar Bem, Ipiranga e Araucária.

Público de interesse: Mais de 1 mil crianças e adolescentes estudantes do MESSJ.


Compartilhe esta publicação


1 comentário para "Destine parte do seu imposto de renda para projetos da Rede IVG"

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.