Live: IVG discute impactos do Investimento Social Privado no Brasil

O Instituto Pe. Vilson Groh (IVG) realiza na próxima terça (03), às 19h, sua terceira live sobre Investimento Social Privado (ISP), no Youtube. Dessa vez, o IVG traz o empresário Guido Dellagnelo e a professora de Administração Pública na ESAG/ UDESC, Carolina Andion para discutir os impactos do investimento social no Brasil e em Florianópolis.

Para complementar o debate, o encontro contará ainda com a participação da coordenadora de programas e projetos do IVG, Tainara Lemos, que está à frente do projeto “Caixa Tem – Programa Pode Crer”, além da assessora de planejamento e captação de recursos do Instituto, Priscila Souza, como mediadora.

O objetivo é aproximar empresários do tema, bem como os benefícios de investir em projetos sociais como o Pode Crer, ao passo que será apresentado um panorama do primeiro semestre do projeto-piloto, que conta, inclusive, com patrocínio oficial da Caixa e do Governo Federal. 

Pandemia alavancou Investimento Social Privado no Brasil

Dados recentes da Associação Brasileira de Captadores de Recursos (ABCR) mostram que, devido aos efeitos econômicos da pandemia, o setor privado chegou a destinar R$ 7 bilhões para organizações da sociedade civil. O aumento do desemprego e da fome no Brasil serviu de estímulo ao setor no combate aos desdobramentos da crise. 

Apesar de inferior ao investimento de R$ 44 bilhões do governo federal com o auxílio emergencial, a mobilização de pessoas e empresas privadas no sentido de ajudar causas sociais elevou o Brasil à 54ª posição no ranking global de solidariedade em 2020, segundo o World Giving Index 2021, da CAF (Charities Aid Foundation).

Nesse sentido, o IVG tem atraído investidores e instituições da capital para viabilizar a construção do primeiro Centro de Inovação Social do Programa Pode Crer, que será no Monte Serrat e tem previsão de lançamento para novembro de 2022. O Instituto trabalha para construir mais quatros centros em outras áreas de vulnerabilidade social na Grande Florianópolis. 

O objetivo é trazer o potencial da tecnologia para dentro das comunidades empobrecidas, oferecendo formação humana, cidadã e educacional a crianças, adolescentes e jovens, preparando-os para o ingresso nas universidades e mercado de trabalho, ao mesmo tempo que se tornam agentes transformadores nos seus territórios.

> Saiba mais sobre o Pode Crer

Sobre os convidados especiais

Guido Dellagnelo, diretor fundador da GTT Logistics, empresa catarinense no setor de tecnologia e de abrangência internacional, é também presidente do Centro Cultural Escrava Anastácia (CCEA), onde correm as formações do Pode Crer para adolescentes e jovens, a partir dos 14 anos. 

Carolina Andion é Doutora em Ciências Humanas, com pós-doutorado em Economia Social e professora de Administração Pública na ESAG/UDESC. É autora do livro “Investimento Social Privado e Mobilização de Recursos na Grande Florianópolis”, que apresenta a qualidade na relação entre investidores sociais da região metropolitana de Florianópolis e as Organizações da Sociedade Civil (OSCs) e o impacto dessa relação no fortalecimento da participação cívica e nos processos de coprodução do bem público na região.


Compartilhe esta publicação


Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *