Mocotó em Cena transforma morro em palco de espetáculo a céu aberto

O Morro do Mocotó transformou-se no grande palco do 8º Mocotó em Cena, um dos mais importantes projetos da Associação de Amigos da Casa da Criança e do Adolescente do Morro do Mocotó (ACAM), organização integrante da Rede IVG.

Com o tema “Meu Brasil Brasileiro: Resgatando a nossa Identidade”, a edição deste ano será lançado na próxima terça-feira, dia 29, às 18 horas, nas redes sociais da ACAM (Facebook, Instagram e Youtube), respeitando as restrições de isolamento e distanciamento social impostas pela Covid-19. A Kaptação Vídeo é parceira na realização.

O evento é produzido anualmente a partir do desenvolvimento de diversas expressões culturais, como música, dança, teatro e capoeira. O propósito é revelar vocações, garantir o acesso da comunidade a experiências artísticas e promover a inclusão social.

O projeto, que acontece desde 2013, envolve toda a equipe da ACAM e, para esta edição, teve patrocínio da Lei de Incentivo à Cultura da Fundação Cultural de Florianópolis Franklin Cascaes e o apoio cultural da W Koerich.


Mocotó em Cena tem participação de crianças e adolescentes atendidos pela organização

As crianças e adolescentes atendidos pela ACAM se envolveram bastante na produção do espetáculo, segundo a diretora do Mocotó em Cena, Paula Brinhosa. Essa participação foi marcada pelo retorno de muitos deles às oficinas presenciais de dança e música, com o objetivo de ensaiar para esta edição.

Ainda de acordo com Paula, as gravações propiciaram momentos de conversa com crianças e moradores da comunidade sobre o Brasil que existe dentro do Morro do Mocotó, sobre diferenças culturais, religiosas, raciais, entre outras.

“O roteiro surgiu a partir das histórias contadas pelos próprios moradores, crianças e adolescentes da organização. As experiências abordadas vêm delas, de situações e lugares conhecidos”, ressalta a diretora do espetáculo.

“Há histórias de pessoas que participam de escolas de samba desde que nasceram, ou que vieram de outros estados, ou possuem alguma ligação com pessoas com deficiência”, exemplifica Paula. Ela adianta que haverá cenas com manifestações de diferentes regiões brasileiras, bem como o resgate da ancestralidade inerente as comunidades em situação de vulnerabilidade social.

Lançamento terá exposição fotográfica no trajeto que leva à ACAM

No dia 29, às 10 horas, haverá também a exposição de fotos do fotógrafo André Quadros, feitas no Morro do Mocotó durante as gravações. A apresentação acontecerá no trajeto do beco da Rua Treze de Maio, até a ACAM. O intuito é marcar a estreia do evento em 2021 na memória de todas as pessoas que de alguma forma se envolveram na realização do espetáculo.


Compartilhe esta publicação


Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *