IVG abre inscrições para Projeto “Caixa Tem – Programa Pode Crer”

Estão abertas as inscrições para o Projeto “CAIXA Tem – Programa Pode Crer – Acreditando nos Sonhos e nos Talentos do Futuro, uma iniciativa do Instituto Pe. Vilson Groh (IVG). O Projeto é voltado ao desenvolvimento humano e cidadão de crianças, adolescentes e jovens das comunidades da periferia da Grande Florianópolis.

Com o desenvolvimento do Projeto “CAIXA Tem – Programa Pode Crer”, serão atendidas 320 crianças, adolescentes e jovens de forma totalmente gratuita. A partir de três trilhas formativas, o projeto pretende alcançar crianças, adolescentes e jovens, estes últimos, também, com o encaminhamento para o mercado de trabalho. 

As formações são nas áreas da tecnologia, economia criativa, formação cultural e cidadã. O objeto é promover a aproximação com as empresas do ecossistema de inovação da cidade, possibilitando a inserção dos jovens no mundo do trabalho.

Trilhas de aprendizagem de acordo com a faixa etária no Programa Pode Crer

  • Trilha 1: contempla a formação das crianças e adolescentes entre 11 e 13 anos nas áreas de tecnologia, economia criativa, artes e meio ambiente. Acontecerá na Associação João Paulo II, no bairro Ponte do Imaruim – Palhoça, atendendo a Comunidade da Praia e região. 

    As inscrições vão até a próxima quarta, dia 17, no endereço da Associação: Rua João Gonçalves, 128. O horário é das 9h até 12h e das 13h às 15h.
  • Trilhas 2 e 3: formação de adolescentes e jovens a partir dos 14 anos de idade, nas áreas da tecnologia, economia criativa, formação cultural, humana e cidadã. Ainda mais, pretende estabelecer conexões com as empresas e organizações do ecossistema de inovação da cidade, inserindo os jovens no mundo do trabalho. 

    Essa etapa de formação será realizada no Centro Cultural Escrava Anastácia-CCEA, Rua Prefeito Tolentino de Carvalho, 01 – Balneário Estreito-Florianópolis. 

    As inscrições acontecem de segunda a sexta-feira, sem prazo de encerramento definido, das 9h às 12h e das 13h às 17h. 

    Para se inscrever basta comparecer no CCEA com os documentos:  RG e CPF; Comprovante de Residência; Atestado de Matrícula e Comprovante de renda.

A motivação por trás do “CAIXA Tem – Programa Pode Crer”

O princípio do Projeto é de que os jovens da periferia não são uma ameaça e sim uma oportunidade para a cidade. Para o presidente do Instituto Pe. Vilson Groh (IVG) e idealizador do projeto, Pe. Vilson Groh, “o jovem da periferia é um grande capital social. Uma força de criatividade e de trabalho subaproveitada e mal qualificada, e algumas vezes perdida precocemente para a violência”. 

Com o “CAIXA Tem – Programa Pode Crer – Acreditando nos Sonhos e nos Talentos do Futuro”, o IVG busca construir e solidificar uma conexão entre a necessidade das empresas de tecnologia e economia criativa em contar com pessoas preparadas, e a importância de melhorar o nível de educação e da capacidade de geração de renda das comunidades da periferia da Grande Florianópolis.

IVG e Caixa assinam contrato - Programa Pode Crer
IVG e Caixa assinam contrato do Projeto “CAIXA Tem – Programa Pode Crer”.

Parceiros do Projeto “Caixa Tem – Programa Pode Crer”

Dentre os parceiros estão: a Caixa Econômica Federal, como patrocinadora principal; Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina (FIESC); o SEBRAE/SC; o Movimento Floripa Sustentável; WOA; Acate (Associação Catarinense de Tecnologia); Organização Internacional para as Migrações (OIM) Brasil; além de empresários do setor da tecnologia.

O Centro Cultural Escrava Anastácia (CCEA) e a Associação João Paulo II (APJII) são correalizadores do Programa junto com o IVG.

Sobre o Instituto Pe. Vilson Groh

Fundado em 2011, o Instituto Pe. Vilson Groh – IVG se articula em rede com seis organizações sem fins lucrativos (Rede IVG) e duas escolas conveniadas. Juntos, eles desenvolvem ações educativas e sociais nas periferias da Grande Florianópolis e Guiné-Bissau, na África.

A Rede IVG acompanha crianças desde 0 meses de idade até seu ingresso nas universidades, por meio de serviços educacionais e assistenciais gratuitos e pautados pelo princípio da educação integral, buscando sempre a defesa e a garantia de direitos.


Compartilhe esta publicação


Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *